Caminhos

 

Poemas e Prosa



Meu Diário
08/10/2021 14h59
Hoje, mais do que ontem, possuída por forte desejo



Hoje, mais do que ontem, possuída por forte desejo


Hoje, mais do que ontem, possuída por forte desejo das coisas de Deus, ofereço, de modo especial, poema do livro primeiro, por nome de Caminhos, de minha autoria e do amado Jesus, aos amigos (as) do Face, denominado de Alerta: — Foi dito: com o mesmo juízo com que julgardes sereis julgados/ Dispensai, irmãos, a todo custo, o julgamento fúnebre/ Maior risco vos vitima se julgardes o poeta/ Ele é um testemunho forte da criatividade e da verdade/ Ele é um instrumento perene da sensibilidade fundamental/ Ele é um vínculo entre a terra imensa e o céu infinito/ Ele tem a suprema glória de ter mundo e mais mundos/ Ele é, realmente, um mensageiro privilegiado! — Em oito de outubro de dois mil e vinte e um.
 




(Texto (acima) transposto do Facebook de Francisca Miriam (Aires Fernandes), publicado/compartilhado no mesmo Facebook, em 08 de outubro de 2021.).


© Francisca Miriam Aires Fernandes 2021.


Publicado por Francisca Miriam em 08/10/2021 às 14h59
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
28/09/2021 18h13
Para meu contentamento o canteiro natural é preenchido pelas flores

 



Para meu contentamento o canteiro natural é preenchido pelas flores brancas e diminutas


 

Para meu contentamento, o canteiro natural é preenchido pelas flores brancas e diminutas. Desde o princípio, ao descobri-las, compartilhei o fato, sensibilizada, com amigos (as), do Face e, dentre eles, de maior relevância em correspondência sensitiva, foi o Albert Piauhy e as batizei pelo seu nome: Albert Piauhy! Ainda experimentado calor intenso, nessa época destinada à quentura excessiva em nossa Teresina, veem-se ramagens abundantes e viçosas. Fiz-lhe, Albert Piauhy, ramalhete e o coloquei, munido com água, em recipiente digno, para deleite de todos.

Parabéns aos sensíveis da Natureza, em flores, rosas e mais espécies agraciadas pela força poderosa do Criador Supremo. Obrigada sempre ao melhor amigo de todas as horas, o amado Cristo Jesus, que faço-Lhe uma coroa abundante das flores diminutas, por mim batizadas de Albert Piauhy. Em vinte e oito de setembro de dois mil e vinte e um.




(Texto (acima) transposto do Facebook de Francisca Miriam (Aires Fernandes), publicado/compartilhado no mesmo Facebook, em 28 de setembro de 2021.).


© Francisca Miriam Aires Fernandes 2021.

 


Publicado por Francisca Miriam em 28/09/2021 às 18h13
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
28/09/2021 16h39
Estando a fervilharem lembranças juvenis, nas dosagens santas

 


Estando a fervilharem lembranças juvenis, nas dosagens santas



Estando a fervilharem lembranças juvenis, nas dosagens santas de sentimentos castos, relato, hoje, quando deixava-me orvalhar dos mais puros líquidos caídos dos Céus benditos. Magias inundantes por todo meu ser e, também, por toda extensão espiritual, dando-me leveza de que carecia minh'alma. Contentamento dosado inundava-me inteira a exemplo de bálsamos depurativos. Tudo sarado, porquanto remédios eficazes faziam festa na minha pele macia e cor-de-rosa. Benefícios todos rendiam à totalidade existencial, transformando-me de gente para anjo. Possuída de benesses celestiais, milagre vital de vida chegava aonde eu estivesse. Com razões fortíssimas de amparos salutares estou na fase terceira da convivência terrena. Em vinte e sete de setembro de dois mil e vinte e um.





(Texto (acima) transposto do Facebook de Francisca Miriam (Aires Fernandes), publicado/compartilhado no mesmo Facebook, em 27 de setembro de 2021.).


© Francisca Miriam Aires Fernandes 2021.

 

 


Publicado por Francisca Miriam em 28/09/2021 às 16h39
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
28/09/2021 14h55
Quando, em residência firmada no interior nordestino piauiense


Quando, em residência firmada no interior nordestino piauiense



Quando, em residência firmada no interior nordestino piauiense, após primeiro abrigo das Alfanjas, deitada em rede rústica, apoiada em frondosos cajueiros, com treze anos de idade, veio-me inspiração poética. Possuída de insatisfação e coração acelerado, bem como muitos desejos flutuantes, vieram meus primeiros versinhos: Partiste para bem longe de mim/ Noutros mares nas ondas a navegar/ Deixaste sozinha triste assim/ Com esta dor terrível a me esmagar! A partir daí vieram outros versinhos e foram se acumulando e para minha dor profunda pessoa alheia aos meus direitos e sentimentos, destruiu meus versinhos, ficando-me, na mente, apenas o acima descrito e o seguinte: Que bela e meiga imagem/ Sempre surge tão fulgurosa/ Em minha mente é Jesus! Despertada e munida de perdão sobre prejuízo sentimental, veio o primeiro livro de poemas, na idade adulta. Obrigada, amado Jesus, por seres meu melhor amigo! Em vinte e quatro de setembro de dois mil e vinte e um.



(Texto (acima) transposto do Facebook de Francisca Miriam (Aires Fernandes), publicado/compartilhado no mesmo Facebook, em 24 de setembro de 2021.).


© Francisca Miriam Aires Fernandes 2021.

 

 


Publicado por Francisca Miriam em 28/09/2021 às 14h55
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
28/09/2021 14h49
Durante sono noturno

 



Durante sono noturno




Durante sono noturno, em tempo além do normal, fui premiada com presenças de mamãe Nazaré e das irmãs Mirtes e Ayres. Foram momentos significativos e duradouros, porquanto perduraram por todo o sono experimentado, de ontem. Não me passou despercebido nenhum detalhe, somente inquietante por me encontrar doente. Na necessária acolhida das queridas irmãs e da mãe, amenizaram o estado doentio em que me encontrava. Afora o desconforto de meu estado, o mais transcorreu dentro dos âmbitos sagrados do amor. A Mirtinha, como sempre, disponível, na medida certa, para conosco, restando-lhe disposição para com todos. Acordei revigorada por sonhos contendo pessoas de minha mais alta estima. Em vinte e quatro de setembro de dois mil e vinte e um.




(Texto (acima) transposto do Facebook de Francisca Miriam (Aires Fernandes), publicado/compartilhado no mesmo Facebook, em 24 de setembro de 2021.).


© Francisca Miriam Aires Fernandes 2021.

 

 

 


Publicado por Francisca Miriam em 28/09/2021 às 14h49
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Página 7 de 21 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » «anterior próxima»


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras