Caminhos

 

Poemas e Prosa



Meu Diário
02/08/2021 05h00
Hoje, mais intensamente, vou às Alfanjas, lugarejo piauiense nordestino.

 


Hoje, mais intensamente, vou às Alfanjas, lugarejo piauiense nordestino.



Hoje, mais intensamente, vou às Alfanjas, lugarejo piauiense nordestino. Anos primeiros até alcançar os raios da meninice e alguns tópicos da infância. Campos floridos e espécies raras, entre pássaros diversos. Chuvas cantantes no telhado coberto por palhas. Também, gostosuras caídas e reveladas do Alto, no meu corpo inocente. Longos cabelos encharcados, por líquidos preciosos, acariciantes no meu corpo jovem. Risos incontidos, dentro de panorama especial. Momentos plenos de alegria justificada. Instantes fundados na fé salvadora. Jesus amado fazendo parte integral. Tudo ser vitalizante e harmoniosamente dosado. Eis porque, a exemplos de fatos enobrecedores, foi possível subsistir. Em primeiro de agosto de dois mil e vinte e um.





(Texto (acima) transposto do Facebook de Francisca Miriam (Aires Fernandes), publicado/compartilhado no mesmo Facebook, em 01 de agosto de 2021.).


© Francisca Miriam Aires Fernandes 2021.

 

 


Publicado por Francisca Miriam em 02/08/2021 às 05h00
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
31/07/2021 14h06
Visualizando intenso azul anil e ausentes nuvens descarregadas no final da noite.

 



Visualizando intenso azul anil e ausentes nuvens descarregadas no final da noite.



Visualizando intenso azul anil e ausentes nuvens descarregadas no final da noite. O Sol brilhando maravilhosamente que, próximo, o azul fica a menos. Nenhuma ave negra sobrevoa no Alto sublime. Deixo-me enlaçar pelos encantos do Alto e vou aos ditames de minha vontade. Minhas asas ganham forças capazes no buscar e encontrar belos prodígios. Tudo amparado na gratuidade divina. Experimentadas áreas luminosas e energizantes. Descobertas perenes e salutares. Atendendo missão inacabada, retorno à situação anterior. Finco os pés, no resistente solo, para continuidade terrena. Agradecida ao Bom Deus, por toda sustentação adquirida. Direciono-Lhe, pois, todo meu viver sentido, Jesus amado! Em trinta e um de julho de dois mil e vinte e um.





(Texto (acima) transposto do Facebook de Francisca Miriam (Aires Fernandes), publicado/compartilhado no mesmo Facebook, em 31 de julho de 2021.).


© Francisca Miriam Aires Fernandes 2021.

 

 


Publicado por Francisca Miriam em 31/07/2021 às 14h06
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
20/07/2021 18h56
Voltando-me à importância da amizade, hoje, dia consagrado ao Amigo (a)

 

Voltando-me à importância da amizade, hoje, dia consagrado ao Amigo (a), impossível enumerar benefícios tantos que a verdadeira amizade oferece. Aliceces prodigiosos emanados da amizade frutífera.




        Voltando-me à importância da amizade, hoje, dia consagrado ao Amigo (a), impossível enumerar benefícios tantos que a verdadeira amizade oferece. Alicerces prodigiosos emanados da amizade frutífera. Vejamos do valor da pequena semente da mostarda que oferece árvore frondosa e poderosa. Assim é a amizade valiosa assemelhada à vasta árvore da mostarda e demais benefícios oferecidos. Ressalto, pois, o valor da amizade que melhor brota do Amigo de todas as horas, Jesus amado.    
        Parabéns aos dotados de amizade verdadeira, propiciadora de resultados altamente benéficos. Extraídos das palavras santas resultados totalizantes de prodígios vitais de vida plena. No conteúdo primordial da amizade, somente experimentado o bem-querer, que enaltece a vida e enobrece a alma. Obrigada aos amigos e amigas, perpetuantes de valores inestimáveis, adeptos ao melhor Amigo verdadeiro, de todos os momentos, nosso Senhor Cristo Jesus! Amém! Em vinte de julho de dois mil e vinte e um.





(Texto (acima) transposto do Facebook de Francisca Miriam (Aires Fernandes), publicado/compartilhado no mesmo Facebook, em 20 de julho de 2021.).


© Francisca Miriam Aires Fernandes 2021.
 

 

 


Publicado por Francisca Miriam em 20/07/2021 às 18h56
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
19/07/2021 14h14
Usufruindo de mais um despertar, fixadas lembranças de sonhos infundados, tendo como figurantes peças não primordiais.

 



Usufruindo de mais um despertar, fixadas lembranças de sonhos infundados, tendo como figurantes peças não primordiais. Tudo, meramente transitório, não merecendo destaque algum. Portanto, dissipar trevas e enaltecer luzes vivificantes da vida!



Usufruindo de mais um despertar, fixadas lembranças de sonhos infundados, tendo como figurantes peças não primordiais. Tudo, meramente transitório, não merecendo destaque algum. Portanto, dissipar trevas e enaltecer luzes vivificantes da vida! Escutar os cânticos dos pássaros e admirar suas imagens esplendorosas. Ao tempo, elevar os olhos para o azulado acima e acompanhar as nuvens velozes, em formatos desiguais. Voar aos píncaros da glória, enaltecer a vida pulsante. Buscar a "Terra Prometida" porque, nela, tesouros perpétuos são encontrados. Bendizer as Coisas de Deus e ganhar a verdadeira plenitude! Amém! Em dezenove de julho de dois mil e vinte e um.





(Texto (acima) transposto do Facebook de Francisca Miriam (Aires Fernandes), publicado/compartilhado no mesmo Facebook, em 19 de julho de 2021.).


© Francisca Miriam Aires Fernandes 2021.
 

 


Publicado por Francisca Miriam em 19/07/2021 às 14h14
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
16/07/2021 14h55
LUNA, A SUA PROCURA DEU-SE/ SENDO ACERTADA A ESCOLHA/ E O SEU NOME É LUNA/ PORQUE A LUNA É A LUNA/ O ANIMALZINHO DE ESTI



Luna, a sua procura deu-se/ sendo acertada a escolha/ e o seu nome é Luna/ porque a Luna é a Luna,/ o animalzinho de estimação!



Luna, a sua procura deu-se/ sendo acertada a escolha/ e o seu nome é Luna/ porque a Luna é a Luna,/ o animalzinho de estimação! Há dezessete anos estás conosco. Por todo o tempo és amada e temos correspondência absoluta. Hoje, agora, desde dias anteriores, estás a respirar sob aparelho apropriado, internada e estamos contristados com a tua ausência e o teu sofrimento. Seja feita a vontade de Deus, sendo o melhor, especialmente, para ti e para nós todos que muito te amamos. Louvado é o Senhor Jesus, em tempo infinitamente santo! Em quinze de julho de dois mil e vinte e um.





(Texto (acima) transposto do Facebook de Francisca Miriam (Aires Fernandes), publicado/compartilhado no mesmo Facebook, em 15 de julho de 2021.).


© Francisca Miriam Aires Fernandes 2021.

 

 

 

 

 


Publicado por Francisca Miriam em 16/07/2021 às 14h55
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Página 10 de 21 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » «anterior próxima»


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras